Critérios diagnósticos para a
anorexia nervosa
  • restrição da ingestão alimentar que provoca perda de peso significativa;

  • medo intenso de ganhar peso ou de ficar gordo ou comportamento que interfere no ganho de peso;

  • perturbação no modo como a pessoa sente seu peso ou a forma de seu corpo, com persistente falta de reconhecimento do baixo peso;

  • autoavaliação indevida do peso ou da forma do corpo (distorção da imagem corporal).

A mais fatal de todas as doenças psiquiátricas, a anorexia nervosa tem risco de mortalidade de 5 a 15%.

 

A restrição alimentar extrema presente na anorexia nervosa pode levar à desnutrição e a várias alterações metabólicas, que culminam com a morte nos casos graves.

A gravidade do transtorno é avaliada também pelo índice de massa corporal que é estabelecido para adultos, adolescentes e crianças. Veja os critérios para verificar se o transtorno é anorexia nervosa.

Existem dois tipos de anorexia nervosa: restritivo e purgativo.

 

A anorexia nervosa do tipo restritivo é caracterizada por perda de peso acompanhada basicamente por jejum, dieta e/ou exercício excessivo. Nesse caso, a pessoa não teve, nos últimos três meses, episódios purgativos recorrentes (induzir o vômito, usar laxantes, diuréticos e realizar lavagens intestinais). Já a anorexia nervosa do tipo purgativo inclui, além da restrição alimentar, a indução do vômito ou o uso de laxantes, diuréticos.

 

De causa ainda desconhecida, a anorexia nervosa é um transtorno que pode estar associado com depressão, TOC, ou estar presente em famílias preocupadas com o corpo, com dietas, ou fitness. É comum que os sintomas estejam presentes também nas mães, irmãs, ou avós (comportamento transgeracional).

 

Aspectos culturais, como a supervalorização do tipo físico magro contribuem para o agravamento da anorexia nervosa.

O tratamento é multidisciplinar: medicação, psicoterapia, orientação dos pais ou responsáveis, acompanhamento com nutricionista.

ANOREXIA NERVOSA

A anorexia nervosa, a bulimia e o transtorno do comer compulsivo são transtornos alimentares e constituem um importante grupo de distúrbios caracterizados por alterações persistentes no comportamento alimentar. Tais alterações resultam em consumo ou absorção insuficiente de nutrientes e levam a prejuízos significativos na saúde física ou no funcionamento psicossocial da pessoa.

© 2017 por Alina Landi

Criação de textos e site: Beatriz Helena de Assis Pereira